sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

O MAIS BELO SONHO DE MINHA VIDA

(Poema de Natal para minha neta Ingrid, e para seu cachorrinho yorkshire, o Puff).
                                                                  Armindo Trevisan.                   

Acho que, um dia, vi Nossa Senhora!
Ela ia a pé, eu ia a cavalo.
Vi que ela levava consigo um Menino,
e me ofereci para levá-lo na garupa.

Nossa Senhora sorriu, mas preferiu continuar andando.
O Menino suspirou, depois sorriu, e não disse nada.
Olhando para cima, vi que os Anjos lhe traziam
uma Escada, por onde o Menino subiu aos Céus.

Subiu tão rápido que não precisou da Escada!
Nossa Senhora ficou sozinha no caminho.
Ela ia prosseguir, quando desci do cavalo,
e lhe pedi, com delicadeza, que cavalgasse.

Nossa Senhora, para me fazer um favor, montou,
mas, com pena do animal, esperou uma nuvem
e sobre ela  foi navegando sobre o Azul.
Quando me apercebi, já tinha desaparecido.

Desde esse dia, Ela me acompanha sem que eu a veja.
Está ao pé de mim, mas não pisa no chão.
Sei que ela me livrou de variadíssimos perigos,
e sei, também, que, na hora final, me tomará pela mão.

Por causa do cavalo que, um dia, lhe emprestei,
Nossa Senhora me disse, durante um sonho que fiz,
que me virá buscar de tal jeito – suponho –
que mesmo-morrendo, não morrerei, e serei feliz.

Eu lhe pedi que levasse comigo todos os homens,
e ela, em outro sonho, me respondeu que sim.
Como se fará isso, ignoro. Mas sei que na Eternidade
não faltará nenhum homem, porque todos foram salvos.


Isso ela me contou em outro sonho, de olhos abertos.
Eu sei, pois, que Deus salvará todos os homens.
Nós nos encontraremos, num país de tanta alegria
que ficaremos com  pena deste Mundo, e da Vida sem poesia.

Por causa de Nossa Senhora, uso qualquer anestesia
que a medicina me oferece, e não me aflijo por isto.
Alguém amou infinitamente os homens! A novidade
não é morrer! É ressuscitar com Jesus Cristo!





Puff, o Cachorro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário